BG

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Variação linguística


Um dos aspectos mais interessantes deste período em que estou estudando em Portugal tem sido observar a variação linguística que eu tanto via nos livros e em uma disciplina toda dedicada ao Português no mundo, além de outra em que, ao falarmos do Português moderno, fizemos uma comparação entre essas duas variedades do português.

Uma questão que levantamos por alto foi a de saber se o português falado no Brasil poderia ser chamado de "brasileiro", constituindo outra língua... Na ocasião, concluiu-se que não, pois a estrutura é a mesma, institucionalizada historicamente, e a inteligibilidade é mútua, embora com pequenas dificuldades, às vezes.

Ainda na cadeira, se não me engano, falamos sobre o Acordo Ortográfico. Eu já não concordava com o Acordo, e agora tenho cada vez mais desconfianças quanto à sua efetividade. É uma mudança muito forçosa, uma ortografia que fica estranha tanto pra brasileiros quanto pra portugueses - nem sei como os africanos se sentem em relação a isso... E mesmo com a unificação, ainda ficam algumas diferenças, pois além daquelas de natureza sintática ou lexical, ainda há palavras em que o "c" e o "p" é pronunciado, e estas não mudarão com o acordo (ex.: facto). Isso causa muita confusão, porque há muitas palavras em que essas letras não são pronunciadas, e as pessoas em geral não sabem se deixam ou se tiram da escrita (ex.: aqui se diz "rutura" em vez de ruptura, "receção" em vez de recepção etc.).

Sendo assim, mesmo com a unificação, fica a necessidade de, por exemplo, editar duas vezes um livro escrito em português, como é o caso dos livros da escritora juvenil Thalita Rebouças: para a edição portuguesa, foram feitas diversas adaptações.

Segue uma lista com algumas diferenças curiosas, a maioria de léxico (vocabulário), seguida de outras de colocação de pronomes etc.

Português do Brasil - Português de Portugal

celular - telemóvel
endereço - morada
saque - levantamento
ônibus - autocarro
controle remoto - comando
controle - controlo
trem - comboio
conosco - connosco
entender - perceber (ex.: o quê? não entendi/o quê? não percebi)
geladeira - frigorífico
legal - fixe, giro(a)
úmido - húmido
limão - lima
metrô - metro
gente boa - porreiro(a)
canudo - palhinha
planejar - planear
mouse - rato
registro - registo
violão - viola, guitarra
calça jeans - calça de ganga
escanear - escanerizar
absorvente - penso
bandeja - tabuleiro

- Colocação pronominal

Me dá - Dá-me
Te amo - Amo-te
Nos movemos - Movemo-nos
Te agradeceria - Agradecer-te-ia


- Marcadores conversacionais (acho eu, não é nenhum estudo ^^"):

Ó pá, ...
tás a ver?/tás a perceber?/percebeste?/percebes?
pois! (resposta positiva/conformada)
..., pois não? (ex.: tu não fechaste a porta, pois não?) - como se fosse o nosso "né?" :)

- Expressões:

Sempre vens ter connosco à casa da Ana?
Por que esta sala está tão escura? - Se calhar, é porque o candeeiro (luminária) avariou.
Tentei fazer deste jeito, mas não resultou (não deu certo)
Maioritariamente
Mais pequeno
Inclusivamente
Equacionar a questão (esta ouço muuito nas aulas ^^")
Questionação
Precisa de... (ex.: Isto precisa de ser feito até amanhã)
Desculpa lá 
Maneiras possíveis e imaginárias
Eu gostava de ir ao Brasil, mas é muito caro... (como o nosso 'gostaria')

- Pronúncias diferentes:

Como - 'cumo'
Tempo - 'tiempo' (o som de "i" é muito sutil)
Penso - 'pienso'
Vai - 'bai'
Porque (o da resposta) - 'purq' 
Reflexão - 'reflessão'
Quiromancia - 'quiromÂncia'
Percepção - 'perceção'

Etc. etc. se eu for continuar, não termino tão cedo... E ainda dizem que está sendo fácil pra mim por ser a mesma língua... rs... Brincadeiras à parte, é muito bom poder estabelecer estas comparações, não para valorar uma variedade ou outra positiva ou negativamente, até porque as variedades linguísticas têm, cientificamente, todas o mesmo valor. A valoração que pode incidir sobre uma ou sobre a outra é social, não linguística. Creio que esta experiência vai enriquecer muito a minha visão do mundo lusófono e das diversas culturas que ele engloba, o que pode me ajudar muito na leitura analítica ou crítica de textos (principalmente os literários) de língua portuguesa e nas futuras aulas de língua portuguesa que eu pretendo dar, da forma mais reflexiva possível.

Por falar nisso, perdoem a falta de rigor nesta minha classificação, é apenas um quadro de curiosidades :)

Tchau/Até logo!

3 comentários:

  1. Renatinha!
    Vc estava certa: adorei o seu post!
    Além de aprender coisas novas, relembrar de outras, deliciar-me com essas curiosidades, digamos que a leitura foi bem divertida!
    E sabe o que é legal? É vc quem está aí na terrinha, mas eu me sinto em um verdadeiro passeio, teletransportado por suas palavras...
    Um beijo, minha querida!

    ResponderExcluir
  2. Oh gata isto está fantástico!
    só tens um errozinho... calça jeans é calça de ganga!

    lovee <3

    ResponderExcluir
  3. Porreiraaaaaaaaaaaa! :P

    ResponderExcluir