BG

sábado, 14 de junho de 2014

Alimentação no Porto

Como tenho recebido muitas perguntas de pessoas que vão fazer mobilidade no Porto, principalmente com relação a questões do dia a dia, resolvi fazer esta postagem com informações sobre valores, marcas, supermercados, tudo o que envolva a alimentação durante o período da mobilidade em Portugal. Não sou a pessoa mais indicada para falar de restaurantes, mas darei uma dica de onde comer francesinha ;)

1 - Compre produtos de marca branca

Se no Brasil isso é quase certeza de comprar um produto de má qualidade, aqui em Portugal você pode confiar na marca do supermercado; principalmente se for do Pingo Doce, do Continente (ou Marca É, que também é do Continente) ou da marca Dia (do Minipreço). São muito baratos mesmo: os chamados "bens essenciais" custam menos de 1€ cada. Todos estes da foto, mesmo não sendo todos "essenciais", custam menos de 1€ (tirando a comida congelada). Dá pra ver também que o leite tem a palavra "gordo" kkk é o que nós chamamos de leite integral (demorei 5s pra lembrar :X). O semi-desnatado é "meio-gordo" e o desnatado é "magro". O feijão já vem cozido, na lata ou na compota (tem feijão preto). O Pingo Doce tem uma imitação muito boa da Nutella =)

Fonte: camisportugal.blogspot.com
2 - Faça sua própria comida em vez de almoçar fora

Como a cidade é pequena e os transportes são rápidos, provavelmente vai dar tempo de você fazer as suas refeições em casa, e nem preciso falar que sai muito mais barato, já que na cantina da faculdade você paga 2,40€ (tem que comprar senha todo dia; não dá pra carregar o cartão) e nos restaurantes um almoço (de verdade, com arroz, carne e salada, no mínimo) fica à volta dos 5€. Além disso, se você morar com portugueses, como eu morei, vai ver que eles adoram cozinhar (homens e mulheres) =) e adoram fazer "jantaradas" em casa. Ah, e aqui todo mundo anda com marmita na rua, não é vergonha nenhuma kkk. Todo mundo leva uma bolsinha térmica e aquece a comida no trabalho ou na faculdade. Lá na FLUP há pelo menos dois micro-ondas (até onde eu sei :D) e a fila não é tão grande assim, podendo ser até nenhuma, dependendo do horário.

Bolsa térmica para marmita

3 - Coma às vezes na cantina da faculdade

Quando não dá tempo de preparar a comida, a melhor saída é comer no restaurante universitário. Nem todas as faculdades têm cantina, mas todas têm pelo menos uma que fique próxima, em outra faculdade. A FLUP tem cantina, e nunca fica muito cheia. No período das 12h às 12h30min é mais crítico pra comprar senhas, claro, mas nada comparado à fila do RU com que eu estava acostumada :D

Por 2,40€, você tem direito a:


1 pão (que eu nunca pego ;D porque acho que enche muito);
1 sobremesa (que pode ser doce, fruta ou iogurte. Os doces têm pouco açúcar, esse mousse de chocolate da foto é o mais doce);
1 sopa (é costume beber sopa antes da refeição);
1 prato principal (sempre muito saudável, nem sempre muito saboroso :P esse da foto eram "rojões", mas muito light comparados aos que a minha sogra faz ;D)
1 copo de água ou de suco (eles dizem "sumo") - mas é suco de pacote, ou coisa parecida.

Opções de prato principal: Dieta, Vegetariano, Carne ou Peixe.

Então, vale a pena comer na FLUP =) só tem que dar sorte com o cardápio ("ementa"). Eu gosto muito da lasanha vegetariana, do bacalhau com natas e do red fish :) e o chef é muito simpático.

4 - Prove a gastronomia portuguesa

Não sou especialista neste assunto, mas vou falar dos pratos que já provei  =) go go definições da wikipédia:

- Francesinha (é um prato típico e originário da cidade do Porto, em PortugalA francesinha é constituída por linguiça, salsicha fresca, fiambre, carnes frias e bife de carne de vaca ou, em alternativa, lombo de porco assado e fatiado, coberta com queijo (posteriormente derretido). É normalmente guarnecida com um molho à base de tomate, cerveja piri-piri. Os acompanhamentos de ovos estrelados (no topo da sanduíche) e batatas fritas são facultativos.) Já deu pra ver que é uma bomba calórica, né XD mas é muito boa. Encontra-se em diversos cafés, principalmente na Ribeira, mas o melhor lugar que eu conheço é o Restaurante Capa Negra, perto da FLUP (também há outro no Porto). No restaurante é mais caro; já não me lembro exatamente quanto, mas no geral custa uns 7€.


- Carne à Alentejana (ou carne de porco com amêijoas é um prato típico da culinária de Portugal, mais concretamente da região do Alentejo. O primeiro nome é o mais comum por todo o Portugal, constituindo o segundo a designação usada no próprio Alentejo de origem. É preparado com amêijoas, carne de porco, colorau, louro, vinho e alho, entre outros temperos possíveis. A carne é frita e servida misturada com as amêijoas já cozidas. O prato final pode ainda ser polvilhado com coentros, acompanhado por batatas fritas cortadas em cubos e por limão.) O meu marido faz esse prato que é uma maravilha =)~


- Bacalhau com natas (Bacalhau desfiado ou lascado envolvido num refogado de cebola juntamente com batatas fritas, molho bechamel e natas, que vai ao forno a alourar.) Natas = creme de leite; molho bechamel = molho branco. De-lí-cia :) o Bacalhau à Brás também é muito bom.


- Rojões (No Norte de Portugal, chamam-se rojões a nacos de carne de porco da parte da  ou da barriga, fritos em banha num tacho, de preferência de ferro. O prato mais conhecido é rojões à moda do Minho.) - mas este à moda do Minho eu nunca provei. É uma comida muito gordurosa, mas ótima num almoço de domingo =)


- Sobremesa/doce: Ovos moles = minha perdição :D (Trata-se de um doce regional, tradicional da pastelaria aveirense, cuja fórmula e método de produção original se deve às freiras dos vários conventos aqui existentes até ao século XIX - dominicanasfranciscanas a carmelitas. As religiosas utilizavam a clara de ovo para engomar os hábitos, enquanto que as gemas, para que não fossem desperdiçadas, se constituíram na base para a feitura do doce. Extintos os conventos, o fabrico dos ovos moles manteve-se, graças a senhoras educadas pelas referidas freiras.) O pão-de-ló de Ovar, também feito com ovos moles, é outra delícia também. 




Como vocês veem, eu já engordei 10kg kkkk a culinária portuguesa é muito baseada na carne de porco e no peixe, e a maior parte dos doces leva muito ovo. Usa-se muito a massa folhada pra fazer doces. 

Termino esse post com água na boca :D e com a esperança de ter dado alguma informação útil. Qualquer dúvida, deixem um comentário! Até mais :*

Nenhum comentário:

Postar um comentário