BG

segunda-feira, 30 de julho de 2012

De volta a Portugal - férias :)

Este blog começou como um diário da minha experiência de mobilidade acadêmica (de seis meses). Hoje, quase um ano depois de eu ter ido embora (parti no dia 5 de agosto de 2011), Portugal continua a estar muito presente na minha vida e, pelo andar das coisas, essa presença só tende a se ampliar e a se aprofundar.

Vim a Portugal para estudar e imaginava fazer algumas amizades, mas nunca imaginei criar laços tão fortes que me levassem até a pensar em morar aqui. Fiz amigos muito leais - como os portugueses costumam ser, diga-se de passagem - e um deles deixou mais saudades: o meu namorado Rui. Vejam só como um intercâmbio pode gerar outras viagens e trocas de experiências: depois que voltei para minha cidade, São Luís, o Rui já foi lá, passou um mês; eu vim para Portugal agora e estou passando quase dois meses e ele já tem outra passagem para SLZ marcada para dezembro. 

eu e o Rui em São Luís (dezembro/2011)

Sim, estou de férias em Portugal, e é sobre este retorno (e um outro possível, para mestrado, no ano que vem) que trata esta postagem. Pois bem, desta vez não fui para o Porto, mas sim para Aveiro, mas especificamente Oliveira de Azeméis, onde meu namorado vive. Estou em uma aldeia muito bonita e tranquila; tudo de que eu precisava depois de um ano muito intenso de estudos e de trabalho. Visitei até agora dois lugares principais, além do Porto: Águeda (cidade que fica dentro do concelho de Aveiro) e Lisboa.

Fomos a Águeda ver uma amiga que morou comigo em um apartamento enquanto estive no Porto (já no final do semestre), a Susana, que estava trabalhando em uma festa que estava acontecendo lá, "Agitágueda". Por ocasião da festa, a cidade foi decorada com vários guarda-chuvas coloridos e teve seus banquinhos pintados de diversas cores. Como as fotos do local têm feito sucesso no Facebook, resolvi postar também algumas:



Já de Lisboa tenho mais o que contar, já que fomos para lá de fato com o intuito de conhecer a cidade. Muita gente ficou impressionada por eu ter estado seis meses em Portugal e não ter conhecido Lisboa. Na época, eu não tive possibilidades de ir; contudo, valeu a pena visitá-la com mais calma desta vez (embora tenhamos passado só dois dias lá): Lisboa é uma cidade encantadora, na sua mistura de modernidade e tradição. Confesso que a parte moderna me assustou um pouco, pois nunca havia visitado uma cidade tão grande. No entanto, a modernidade nos ajudou e muito, pois andamos sempre de metro para cima e para baixo, por um valor relativamente baixo: compramos um passe de 5€ com o qual podíamos andar ilimitadamente até o fim do dia. O metro de Lisboa é muito eficiente, em poucos minutos andávamos de um lado a outro da cidade. Estávamos hospedados em uma área tranquila, bem próxima à estação de Picoas, em uma das Pousadas da Juventude de Lisboa. Pagamos 40€ por uma noite (check-in  às 14h, check-out às 11h do dia seguinte) - um quarto twin, com banheiro privativo e café da manhã incluído. Recomendo esta Pousada: bom atendimento, limpeza, espaços bonitos e confortáveis, segurança, tudo nota 10.

(Rua Andrade Corvo, 46, Saldanha)

Para a postagem não ficar cansativa, vou mostrar os lugares que visitamos e como fizemos o caminho:
(Mapa do Metro de Lisboa - clique na imagem para ampliá-la)

O primeiro local que tínhamos em vista era a Baixa. Sendo assim, saímos de Picoas para a estação Baixa-Chiado. Ao sair da estação, dei de cara com meu maior referencial (para não dizer ídolo, um adjetivo que ele odiaria) da Literatura, autor que analisei na minha monografia: Fernando Pessoa :)


Exploramos a Baixa a pé e nos encantamos com os traços de tantos séculos presentes ali. Nestes espaços, sempre me sinto em casa, pois parecem muito com o centro histórico da minha cidade natal. 

(Rua da Baixa de Lisboa)

Ah! Vale lembrar que depois do meu encontro emocionante com Pessoa, compramos logo um mapa de Lisboa, para não nos perdermos ;) mas nas nossas viagens, gostamos de surpresas. Assim, pegamos um elétrico (bonde) e deixamos que ele nos levasse pra onde quer que fosse :D Fomos parar no Jardim da Estrela, que é muito bonito, e depois pegamos o elétrico de volta no mesmo local para irmos ao Rossio.



(Rossio/ Praça de D. Pedro IV)

Depois, seguimos a pé para a beira-mar, onde ficam a Praça do Comércio e o Terreiro do Paço:

(Praca do Comércio - Arco Triunfal - D. José I)

 (Terreiro do Paço - exposição de veleiros)


(Terreiro do Paço)


Já um pouco cansados, pegamos o metro na estação Terreiro do Paço e voltamos para a Pousada. Naquela noite, fomos para o Bairro Alto de carro, pois o metro só funcionava até as 21h. Nossa, foi horrível encontrar estacionamento, mas depois de muito rodar e quase desistir, conseguimos. A noite no Bairro Alto é muito movimentada, com várias ruas estreitas em que podemos encontrar muitos bares:


Há também no Bairro Alto um miradouro muito bonito, de onde se tem uma vista linda de Lisboa (há vários miradouros, na verdade).

No dia seguinte, fizemos o check-out e pegamos o metro novamente, comprando um novo passe, em direção a Belém. Entretanto, para ir a Belém é preciso sair na estação Cais do Sodré e comprar bilhetes pro comboio, o que levou quase 1h! As máquinas eram lentas e havia muita gente. Passado este sufoco, saímos na estação Belém (claro), perto do Padrão dos Descobrimentos:

 (Ponte 25 de abril- réplica do Cristo Redentor)

(Padrão dos Descobrimentos) 



(Torre de Belém)


De lá, pegamos o metro novamente, desta vez rumo à estação Oriente. Conhecemos o Parque das Nações, o Centro Comercial Vasco da Gama, a Avenida dos Oceanos (perto do Oceanário):

 (Av. dos Oceanos)

 (Pq. das Nações/Oceanário)

Para finalizar a viagem, fomos de carro a Cascais, ainda dentro do distrito de Lisboa. É uma praia lindíssima. Meus amigos de São Luís ficariam admirados em saber que esta foto foi tirada pelas 21h :D (na minha cidade, sempre anoitece pelas 18h).



E assim encerramos nossa visita a Lisboa, querendo voltar outras vezes :) Pode ser útil referir que fomos de carro pela A8 e voltamos pela A1 (na maior parte do tempo).

Espero poder voltar, depois de formada, para cursar aqui o Mestrado em Estudos Literários, Culturais e Interartes na FLUP e, se conseguir emprego, por aqui ficar... Desejem-me sorte! :) 

5 comentários:

  1. Eu conheço metade desses lugares que você visitou em Lisboa 'o' Acredita que eu, vivendo aqui desde sempre, nunca fui a Baixa? E que eu só fui ao Chiado uma vez? Gosh, parece que você conhece a minha cidade melhor que eu ._.
    Que pena que eu não tenho saído de casa! Se tivesse pelo menos ido a algum lugar desses... ;A; ~
    O Cristo Redentor e o Cristo Rei estão virados um para o outro como se fossem dar um abraço, igual a estátua da Liberdade em New York que está virada para uma réplica em França, sabia? :3 É pra simbolizar a união dos países, eu acho. Não sei bem >o<

    *w* Beijo ♥

    ResponderExcluir
  2. Renata,

    Que postagem mais linda! Eu também me surpreendi com Lisboa, não esperava ser tão bela. Estou torcendo por você, espero que dê tudo certo no seu Mestrado! Quem sabe ainda estarei por aqui quando tu for aprovada! =D

    =*

    ResponderExcluir
  3. 21h?????
    Que louco! rs
    E lá começa a escurecer que horas?

    Boa sorte nos teus planos de Mestrado!
    Tô na torcida!

    ResponderExcluir
  4. Depende da época do ano! No verão, os dias são mais longos e escurece por volta das 20h :) mas há tempos em que também escurece às 18h, como aqui.

    Tomara que dê tudo certo :}

    ResponderExcluir
  5. Também estou fazendo intercâmbio no Porto e adorei achar seu blog! Muito legal!

    ResponderExcluir